Polícia Civil prende em menos de 12h dupla envolvida em latrocínio de idoso em Iranduba

O crime aconteceu na noite da última segunda-feira (25/3), por volta das 21h, no sítio onde a vítima morava, no ramal São Francisco, quilômetro seis de Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital.

O delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Orlando Amaral, e a delegada Sylvia Laureana, titular da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), situada em Iranduba, falaram na tarde desta quarta-feira (27/3), durante coletiva de imprensa, sobre as prisões, em flagrante, de Adriano Gonçalves Gonzaga e Tiago Rodrigues de Souza, ambos de 18 anos, envolvidos em caso de latrocínio que teve como vítima o idoso Bernardo Fogaça, de 76 anos.

De acordo com a delegada Sylvia Laureana, que coordenou as investigações em torno da ocorrência, o crime aconteceu na noite da última segunda-feira (25/3), por volta das 21h, no sítio onde a vítima morava, no ramal São Francisco, quilômetro seis de Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital. A titular da 31ª DIP ressaltou, ainda, que os infratores foram presos em Manaus na manhã de terça-feira (26/3), às 6h, em um intervalo de nove horas após a ação criminosa.

“O que deve ser enfatizado aqui é a rapidez da ação da Polícia Civil em elucidar esse delito. Por se tratar de um crime bárbaro, causou bastante comoção entre os moradores de Iranduba. Adriano e Tiago foram localizados na rua Axuarana, bairro Monte das Oliveiras, zona norte de Manaus, durante ação envolvendo as equipes da 31ª DIP e Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), a equipe de elite da instituição”, declarou Laureana.

Motivo Fútil – A titular da 31ª DIP afirmou, ainda, que o crime foi motivado por algo fútil. “Bernardo não gostava que pessoas desconhecidas transitassem pelo terreno dele. Os infratores resolveram confrontá-lo e invadiram o local. Adriano e Tiago, acompanhados de um terceiro indivíduo, identificado como Henrique Valente de Souza, que está sendo procurado pela polícia, chegaram ao imóvel com a intenção de roubar o idoso e o agrediram até a morte. A cena do crime era de extrema violência”, disse.

Conforme a delegada, os infratores atingiram a vítima com golpes de faca pelo corpo e coronhadas na cabeça. Segundo Laureana, os elementos utilizaram, também, um pé de cabra para bater no idoso. Do imóvel os três sujeitos subtraíram uma televisão e certa quantia em dinheiro. No momento da coletiva de imprensa, Adriano e Tiago alegaram que não estavam arrependidos do crime que cometeram.

Para concluir, Sylvia Laureana destacou que o apoio de testemunhas foi imprescindível para que os policiais civis chegassem até a dupla. Com Adriano e Tiago as equipes apreenderam uma arma de fogo de fabricação caseira e uma faca, utilizadas na ação criminosa. A televisão subtraída da vítima também foi recuperada em posse dos indivíduos. A delegada salientou que as investigações irão continuar, até que o terceiro elemento envolvido no crime seja localizado e preso.

“Já representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome dele. Quem puder nos ajudar a localizar Henrique Valente de Souza, entrar em contato por meio do número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Asseguramos o sigilo da identidade dos informantes”, garantiu Laureana.

Adriano e Tiago foram autuados em flagrante por latrocínio. Ao término dos procedimentos cabíveis na 31ª DIP, a dupla será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Amazônia sem Fronteiras / Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM)

- PUBLICIDADE -