Primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte renuncia ao cargo

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, anunciou nesta terça-feira, 20, que entregará sua renúncia ao presidente do país, Sergio Matarella, e declarou o fim dos trabalhos da coalizão governista.

Conte deixa o cargo após uma série de divergências na base do governo e de um racha público entre os dois vice-premiês, Matteo Salvini, da Liga, e Luigi Di Maio, do Movimento 5 Estrelas (M5S), que culminou na apresentação pela Liga de uma moção de desconfiança no próprio governo.

Em junho, Conte já havia anunciado um ultimato diante das brigas de Salvini e Di Maio por meio de mídias sociais e da imprensa.

Na ocasião, instara as duas forças políticas a “saírem da campanha eleitoral permanente”, já que as picuinhas estavam interferindo na “delicada interlocução” que ele o Ministério de Economia e Finanças, comandado por Giovanni Tria, mantinham à época com a Comissão Europeia com o objetivo de evitar a abertura de um procedimento contra a Itália por descumprimento das metas acordadas com o bloco para redução da dívida.

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -