Segundo assassino de Sargento se entrega na manhã dessa segunda-feira

Segundo procurado pela morte do sargento Luís Carlos da Silva Costa , Charles Sanches Morais (esquerda), se apresentou na manhã desta segunda-feira (24) com advogado e está à disposição da justiça. Medo de morrer, foi uma das causas que levou Charles a se entregar.  

Três dos quatro presos suspeitos de envolvimento na morte do policial soltos após audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (21). Joelson Ferreira Soares, 21; Marcley Moraes de Souza, 20; e Charles Sanches Morais, 27, foram os três liberados. No termo da audiência, a juíza de Direito da Custódia Ana Paula de Medeiros Braga afirma ter vislumbrado a presença de “vícios” na soma da prova de materialidade do crime e indícios de autoria.

Já Josué Ferreira Soares, 19, teve a prisão em flagrante convertida em preventiva. Josué foi quem efetuou o primeiro dos mais de dez disparos que atingiram o sargento.

Confusão na saída do Fórum

Após a audiência de custódia Fórum Ministro Henoch Reis, familiares do sargento Luís Carlos da Silva Castro tentaram agredir o trio que foi solto. Os três correram para tentar fugir. Um dos suspeitos entrou em táxi que teve um dos vidros quebrados por uma pessoa que tentava atacá-los.

Quando ainda estava no estacionamento do Fórum, o grupo chegou a afirmar a imprensa que estava sendo liberado para que eles fossem mortos nas ruas.

 

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -