Susam realiza reformas e melhorias no Pronto-Socorro da Criança da Zona Leste

Reforma do centro cirúrgico, pintura das áreas comuns e organização do ambiente hospitalar para pacientes e funcionários são algumas das melhorias que estão sendo realizadas pela Secretaria de Estado de Saúde (Susam) no Pronto-Socorro da Criança (PSC) da Zona Leste, o Joazinho, localizado no bairro São José 1. Inseridos nas ações de reestruturação das unidades de saúde da rede estadual, os trabalhos foram iniciados em outubro, com previsão de conclusão em janeiro.

Inaugurado em 2002, na gestão do atual governador Amazonino Mendes, o pronto-socorro é referência em cirurgias infantis, com uma média diária de seis cirurgias de urgência e emergência. Por isso, a reforma das duas salas do centro cirúrgico foi priorizada e já está concluída. “Nós temos nesta unidade um centro cirúrgico utilizado para pelo menos sete especialidades, com uma média de seis cirurgias diárias, que estava totalmente defasado, em péssimas condições para continuar operando”, ressaltou o secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato, que também estava no cargo na época da inauguração.

“Pior do que não ter uma reforma há 10 anos, não havia uma manutenção do que se tinha. E isso, sim, é um problema de gestão”, afirmou o secretário. As duas salas de cirurgia estavam com a estrutura física comprometida por infiltrações, goteiras e falta de manutenção em equipamentos. Agora, o ambiente está adequado aos padrões do Ministério da Saúde (MS) no quesito limpeza e organização.

O prontuário eletrônico, que estava apenas em 60% do pronto-socorro, teve sua implantação finalizada. Além dos consultórios, a ferramenta está no centro cirúrgico. A iniciativa facilita o trabalho dos médicos e auxiliares que podem ter a imagem reproduzida nos monitores de imagem durante os procedimentos cirúrgicos.

 

Limpeza e organização – Pintar as áreas comuns como corredores, consultórios e enfermarias também foi uma medida tomada pela atual gestão. O trabalho ainda está sendo finalizado. As paredes estavam sujas, com infiltrações e com a pintura descascada. O sistema de refrigeração foi melhorado com a instalação de novos condicionadores de ar e manutenção dos que já existiam. De acordo com a diretora da unidade, a enfermeira Leonide Brandão, a pintura faz toda diferença para os pacientes que chegam. “Nós trabalhamos com saúde e precisamos ter em mente que a limpeza é prioridade e todos querem ser atendidos em um espaço limpo e arejado”, ressalta.

Funcionários – Além da adequação para fornecer o melhor atendimento aos pacientes, também foram feitas melhorias que contemplam os funcionários. Um vestiário, que necessitava de ajustes simples foi implantado pela nova gestão. Segundo Leonide, a demanda pelo espaço se arrastava por anos.

“Todo esse tempo os plantonistas não tinham um espaço para guardar suas coisas e trocar de roupa. E organizar uma sala com segurança, privacidade e espaço para todos era uma coisa muito simples “, ressalta Leonide.

Entretenimento – Pensando ainda no bem-estar de quem recebe atendimento na unidade, a direção está instalando 14 televisores nas enfermarias, salas de espera e demais espaços onde há fluxo de pacientes com acompanhantes. A medida, segundo Leonide, é necessária para oferecer entretenimento às crianças em tratamento. “É complicado ficar no hospital por 12 horas seguidas sem poder ter informação ou se entreter. Por isso, nós vimos que a televisão é uma forma de entretenimento para todos que estão aqui, é uma forma de passar o tempo enquanto se espera um exame ou uma consulta, por exemplo”.

Segundo ela, a distração com o desenho por parte das crianças contribui para que os pais fiquem mais tranquilos durante o tratamento. “A criança quando se distrai algumas horas com um desenho animado consegue não angustiar os pais, que já estão em situação difícil por precisarem estar em um hospital”,

Os televisores são fruto de uma doação feita para a unidade de saúde. Toda a instalação está sendo feita pela equipe de manutenção da Susam.

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
Please enter your name here