Tesouro aponta situações financeiras de estados

A Secretaria do Tesouro Nacional informou que apenas dez estados da federação podem contrair empréstimos com a garantia da União e o Amazonas é uma dessas unidades federativas que têm boa saúde financeira. O número caiu em relação ao relatório de 2018, quando eram 11.

Os dados são do Boletim de Finanças dos Entes Subnacionais – 2019, divulgado na última quarta-feira (14). Para ter acesso ao empréstimo, os estados precisam ter nota A ou B na capacidade de pagamento. A análise da capacidade de pagamento apura a situação fiscal dos estados, com base na relação entre receitas e despesas e a situação de caixa.

O objetivo é apurar se um novo endividamento representa risco de crédito para o Tesouro Nacional.

Em todo o país, apenas o Espirito Santo tem nota A. Rondônia e Amapá tiveram piores notas, passando de B para C, entre 2018 e 2019. O Piauí obteve melhora de C para B na nota de capacidade de pagamento.

Os estados com nota B, atualmente são Amazonas, Acre, Alagoas, Ceará, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Piauí. O relatório do Tesouro alerta que Acre, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná e São Paulo estão próximos de perder a nota B, pois a relação entre despesas e receitas correntes está bem próxima da margem de 95%.

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -