Amazonastur busca consolidar rota aérea para o Peru

“Já houve uma primeira tratativa com o ministro do Comércio Exterior e Turismo do Peru. Agora, estamos consolidando as possíveis rotas, já para o segundo semestre de 2019″.

A Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), através do assessor técnico Orlando Câmara, reuniu-se nesta terça-feira (12/02), com representantes do governo peruano e da MAP Linhas Aéreas para definir a possibilidade de novas rotas, como Manaus–Puerto Maldonado (Peru) e Manaus–Iquitos (Peru), com escalas em Rio Branco, no Acre, e em Letícia, na Colômbia, respectivamente. A reunião aconteceu no consulado do Peru em Manaus, na rua da Constelação, Aleixo, zona centro-sul.

“Já houve uma primeira tratativa com o ministro do Comércio Exterior e Turismo do Peru. Agora, estamos consolidando as possíveis rotas, já para o segundo semestre de 2019. É importante que nós tenhamos voos que nos liguem com o restante da América Latina, até porque abre a possibilidade de termos europeus vindos de lá para o Amazonas e amazonense saindo daqui para o Peru”, ressaltou Orlando Câmara.

Para ele, uma deficiência grande do Amazonas é essa ausência de voos diretos para a Europa. “Estamos trabalhando também no destino Europa-direto, mas essa conexão com o Peru, por exemplo, pode facilitar e muito isso”, comentou Orlando Câmara, destacou.

Orlando lembra que há seis companhias aéreas no Brasil e a MAP é uma delas especializada na Amazônia, e com interesse em consolidar destino casados Peru-Amazonas-Colômbia no trade europeu.

Participaram da reunião com a Amazonastur o diretor comercial do Peru na Região Norte, Victor Hugo Rondón; o cônsul-geral do Peru em Manaus, ministro Gonzalo Guzman; o diretor executivo da MAP Linhas Aéreas, Héctor Hamada; e o diretor comercial da MAP, Alexandre Nascimento.

LEGENDA: Da esquerda para a direita: Victor Hugo Rondón, diretor comercial do Peru na região Norte; Orlando Câmara; ministro Gonzalo Guzman, consul-geral do Peru em Manaus; Alexandre Nascimento, diretor comercial da MAP Linhas Aéreas; e Héctor Hamada, diretor executivo da MAP Linhas Aéreas.

Amazônia sem Fronteiras / Fonte: Amazonastur

- PUBLICIDADE -