Condenação de Lula é mantida pelo TRF4

Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF4) condenaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (24) no caso triplex. Desembargadores aumentaram pena para 12 anos e um mês.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, primeiro a votar, foi quem aumentou a condenação do ex-presidente por corrupção e lavagem de dinheiro em regime fechado. O processo foi o único julgado nesta sessão, a primeira da Oitava Turma em 2018.

Após confirmada a condenação de Lula, a determinação de execução provisória da pena pelo TRF4 só ocorrerá após o julgamento de todos os recursos do segundo grau. A denúncia da força-tarefa da Lava Jato atribuiu a Lula a lavagem de R$2,2 milhões correspondente ao triplex e suas respectivas reformas no condomínio Solaris, no Guarujá, supostamente custeadas pela empreiteira OAS.

Além de Lula, recorreram da sentença de Moro o ex-presidente da OAS, José Aldemario Pinheiro Filho – condenado a 10 anos e 8 meses de prisão – o ex-diretor da área Internacional da empreiteira, Agenor Franklin Magalhães Medeiros (6 anos), e o ex-presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, absolvido em primeira instância, mas que requer troca dos fundamentos da sentença.

 

Reportagem: Willian D’Ângelo (Amazônia sem Fronteiras)

- PUBLICIDADE -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
Please enter your name here