Encerram nesta sexta as inscrições para o Programa Bolsa Pós-Graduação

Para participar, o candidato deve residir em Manaus, possuir renda familiar per capita não excedente a 3,5 salários mínimos, ser portador de  diploma de curso superior ou concluir graduação até junho de 2019 (finalista), além de não estar cursando ou ter concluído curso de especialização em nível de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu.

O período de inscrições para o processo seletivo do Programa Bolsa Pós-Graduação, da Prefeitura de Manaus, encerra nesta sexta-feira, 10/5, às 23h59. Os interessados devem se inscrever pelo endereço eletrônicohttp://portalespi.manaus.am.gov.br.

Coordenado pela Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), por meio da Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), o programa oferta nesta edição 10,7 mil vagas, entre bolsas de 50%, 75% e 100%, em 11 instituições parceiras: Boas Novas, Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), Estácio, Faculdade Salesiana Dom Bosco (FSDB), Fametro, Fucapi, Instituto Superior de Ensino Leanorte (Isel), Martha Falcão Wyden, Nilton Lins e Santa Teresa.

De acordo com o secretário da Semad, Lucas Bandiera, após a fase de inscrições eletrônicas, o sistema de cruzamento de dados da Espi/Semad vai realizar a seleção dos candidatos classificados na primeira chamada. “Nessa etapa são verificadas as vagas disponíveis em cada curso, turno e instituição, priorizando os estudantes de renda familiar per capita mais baixa”, frisa.

Para participar, o candidato deve residir em Manaus, possuir renda familiar per capita não excedente a 3,5 salários mínimos, ser portador de  diploma de curso superior ou concluir graduação até junho de 2019 (finalista), além de não estar cursando ou ter concluído curso de especialização em nível de pós-graduação lato sensu ou stricto sensu.

O resultado e a convocação da primeira chamada estão previstos incialmente, para a próxima semana, com data ainda a ser divulgada pela coordenação do programa.

 

Amazônia sem Fronteiras/ Texto – Adrisa de Góes / Semad

- PUBLICIDADE -