Guaidó é atacado ao retornar à Venezuela

O líder da oposição e autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, foi agredido nesta terça-feira por uma multidão de chavistas que o esperava no aeroporto internacional Simon Bolívar, que serve Caracas, ao retornar de uma viagem internacional de 23 dias.

Assim que Guaidó saiu do terminal aéreo, quase 200 pessoas o socaram e o atingiram com diversos objetos. Também foram alvos de agressão a mulher do político, Fabiana Rosales, e vários deputados da oposição que foram recebê-lo.

“Guaidó, fascista pró-imperialista” e “fora, direita, a pátria se respeita”, gritavam os simpatizantes de Nicolás Maduro.

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -