Hotel Tropical fecha as portas em Manaus

Funcionários com salários atrasados, rescisões trabalhistas pendentes, falta de recursos para modernizar as instalações e uma dívida de R$ 8 milhões com a Amazonas Energia, que obrigou a companhia a cortar o fornecimento de luz, fazem parte da crise que se instalou no Tropical Hotel de Manaus, localizado no bairro da Ponta Negra, Zona Oeste de Manaus. A dívida com a Amazonas Energia já havia sido renegociada diversas vezes, porém, o hotel não teria cumprido com o prazo acordado.

O Tropical Hotel foi inaugurado no dia 21 de fevereiro 1976 e chegou a ser considerado um dos mais luxuosos hotéis da região norte. Foi à leilão três vezes por conta de dívidas trabalhistas e também de energia elétrica, mas escapou por meio de decisões judiciais.
Foto: Divulgação

O hotel foi projetado pelo arquiteto Arnaldo Furquim, e possuía, inicialmente, cerca de quarenta mil metros quadrados, de área construída, em estilo colonial espanhol. Oferecia no inicio, 358 unidades habitacionais distribuídas em quatro blocos – entre as quais, dezessete suítes de luxo e uma presidencial. Hoje os 611 apartamentos estão vazios.

Em 2005, o Hotel Tropical passou por um processo de revitalização que recuperou o piso, instalou fechaduras eletrônicas, acionadas por cartão magnético e disponibilizou internet banda larga. Nesse mesmo ano, o hotel foi classificado na categoria luxo e tornou-se o primeiro da região norte a receber a placa de cinco estrelas.

Reportagem: Willian D’Ângelo

- PUBLICIDADE -