Itália apreende míssil e armas em operação contra grupos neonazistas

A polícia italiana apreendeu uma grande quantidade de armas, incluindo um míssil, em uma operação contra simpatizantes de neonazismo, disseram autoridades ontem.

Forças policiais de elite revistaram propriedades no norte da Itália após uma investigação sobre italianos que haviam lutado ao lado de forças separatistas apoiadas pela Rússia no leste da Ucrânia, disse a polícia em comunicado.

Três homens foram presos, incluindo um funcionário da alfândega que já concorreu ao Parlamento por um partido de extrema-direita. São eles Fábio Del Bergiolo, de 50 anos, ex-candidato do movimento neofascista Forza Nuova; um suíço, de 42 anos; e um italiano, de 511, que estavam perto do aeroporto de Forli (nordeste).

Durante a operação, a polícia encontrou um míssil Matra, de fabricação francesa, que aparentemente pertenceu às Forças Armadas do Catar. Verificações subsequentes mostraram que a arma estava em condições de funcionamento, mas não possuía carga explosiva.

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -