Previdência: Presidente da Comissão Especial rebate Guedes e diz que vai ‘blindar’ a reforma

O presidente da Comissão Especial da reforma da Previdência, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), também criticou a declaração do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o relatório substitutivo do deputado Samuel Moreira, divulgado na quinta-feira.

Em nota, Ramos disse que “quem tem gostar (das mudanças na proposta do governo) são os investidores, os empresários e os trabalhadores”. Alinhado ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ele afirmou que os parlamentares não vão se deixar contaminar pela fala do ministro e que a reforma será blindada das crises geradas criadas pelo governo.

“Não nos deixaremos contaminar pela fala do ministro Paulo Guedes num momento bom da reforma da Previdência. Sob liderança do nosso presidente Rodrigo Maia seguiremos blindando a reforma de mais essa crise gerada pelo governo. Servimos ao Brasil e aos brasileiros”, diz a nota de Ramos, numa referência à pauta paralela do Congresso: “Vamos seguir fazendo o que o governo não faz”.

Ele também elogiou o trabalho do relator, argumentando que o parecer é equilibrado, protege os mais pobres e garante potência fiscal. Ramos citou a taxação dos bancos, incluída na proposta por Moreira. Segundo Ramos, todos devem dar sua cota de sacrifício.

 

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -