Após nevasca, Espanha se prepara para onda de frio

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Um dia após uma histórica nevasca, a Espanha espera a chegada de uma onda de frio inédita, em especial em Madri, onde as autoridades continuavam neste domingo em uma corrida contra o tempo para retirar a neve da cidade.

Esta tempestade, batizada de “Filomena”, provocou fortes chuvas em outras regiões, e já deixou três mortos no país.

São esperadas “temperaturas mínimas inferiores a -10ºC” em grande parte do interior do país, a partir da noite de domingo até a quinta-feira”, anunciou a Agência Meteorológica Espanhola (AEMET).

“O perigo não passou […] se aproxima uma semana de frio intenso que transformará toda essa neve acumulada em gelo” devido a “temperaturas mínimas nunca antes atingidas”, alertou o ministro do Interior espanhol, Fernando Grande.

Antes que o gelo complicasse as coisas, uma corrida contra o tempo começou para retirar a neve das estradas.

Neste domingo, vários veículos limpa-neve e salgadores percorriam as ruas de Madri, cidade que não tem “um minuto a perder” para evitar que a neve acumulada nas principais estradas se transforme em gelo, avisou o prefeito, José Luis Martínez-Almeida.

Em Madri, o exército interviu para retirar a neve das pistas do aeroporto, que continuará fechado pelo menos até domingo à tarde, assim como os acessos aos hospitais, onde há muita procura devido à pandemia de covid-19.

Reportagem: Redação Amazônia sem Fronteiras

- PUBLICIDADE -