Ativistas organizam protestos para agenda incerta de Bolsonaro no Texas

Ativistas brasileiros e americanos preparam novos protestos contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL) que chega a Dallas, no estado americano do Texas, nesta quarta-feira (15). A visita, elaborada às pressas pelo Itamaraty, acontece dias depois de Bolsonaro cancelar uma viagem a Nova York parece receber o prêmio de “Pessoa do Ano”, que seria concedido em um jantar de gala na cidade. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Grupo ligados às causas das mulheres, LGBT, dos negros e indígenas organizaram manifestações e uma petição contra Bolsonaro sob o argumento de que o presidente não é bem-vindo no Texas por suas posições consideradas racistas e homofóbicas.

“A coisa mais importante sobre a petição é informar ao público texano sobre as atrocidades desse homem, e estamos conseguindo articular isso”, disse Ellen Waggoner Roeder, da Universidade do Texas.

Com a chegada de Bolsonaro aos Estados Unidos se aproximando, aliados do presidente ainda não têm detalhes da agenda e nem quem informações sobre quem vai acompanhá-lo ao Texas. Reclamações sobre uma desorganização do governo são feitas, segundo a Folha de S. Paulo.

A expectativa da cúpula do Itamaraty, segundo a Folha, é de que Bolsonaro se encontre com o ex-presidente americano George W. Bush, mas a agenda ainda não foi confirmada oficialmente. Bush é, atualmente, um dos políticos mais críticos ao presidente Donald Trump. O único compromisso de Bolsonaro já confirmado é um almoço com empresários no World Affairs Councils, em Dallas.

Amazônia sem Fronteiras/ Fonte: jornal Folha de S. Paulo.

- PUBLICIDADE -